Re(velando) o Re(nascimento)

Re(velando) o Re(nascimento)

O período medieval foi marcado pela visão teocêntrica que, aos poucos, foi sendo substituída pelo movimento humanista, antropocêntrico, cujo objetivo era formar um homem capaz de exercer à própria vontade por meio da sabedoria, da virtude e da arte, e menos oprimido pela culpa do pecado original, propagada pela Igreja Católica.

Nesse sentido, os pensadores quatrocentistas buscaram se inspirar nos valores humanistas e estéticos da Antiguidade Clássica, cultura greco-romana, para criar uma nova tendência: o Classicismo.

A estética e a cultura da arte eram objetos de interesse tanto da aristocracia como da classe social emergente. O estudo da proporção, a perspectiva, o sfumato, a anatomia e a observação foram algumas das principais técnicas estudadas e exigidas dos artistas.

Com base nos estudos do Renascimento nas aulas de Artes, os estudantes da 1.ª série do Ensino Médio realizaram uma sensível interpretação fotográfica das obras dos principais mestres do Renascimento.

Foi montado um estúdio fotográfico, cedido gentilmente pela School Pictures, parceira do GDV, na sala do Lab Maker. Todas as imagens contaram com os registros do estudante-fotógrafo André Moutinho Zavaloni  e o tratamento delas e edição foi realizado pelo estudante Rafael Perez Masson. 

O resultado dessa proposta pedagógico de (re)conhecer e (re)inventar o movimento renascentista foi uma exposição no saguão de entrada da Unidade I, onde as (re)criações dos alunos ficaram expostas ao lado das obras originais.

Parabéns caríssimos alunos das 1ª séries do Ensino Médio pelo empenho, amor e dedicação no trabalho.

 Professor Oiram Bichaff

Circa 1490-1519, oil on panel, 45.4 cm × 65.6 cm (25.8 in × 17.9 in), private collection. (Photo by VCG Wilson/Corbis via Getty Images)


Bitnami